22/08/2014

Profissionais de enfermagem participam do I Encontro da Atenção Básica com o Coren-BA

Profissionais de enfermagem que atuam na atenção básica participaram do I Encontro da Atenção Básica com o Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-BA), promovido pelo departamento de Câmaras Técnicas, nesta sexta-feira (22), no auditório da autarquia. Enfermeiros fiscais, o plenário do Coren-BA, a presidente da Associação Brasileira de Enfermagem, seção Bahia (ABEn-BA), Tânia Bulcão, e a diretora do Sindicato dos Enfermeiros do Estado da Bahia (SEEB), Vanessa Borges, também participaram do encontro.

IMG_9314

Enfermeiro sanitarista, Francisco Rosemiro Guimarães, durante a palestra.

A presidente do Coren-BA, Maria Luísa de Castro Almeida, abriu o evento destacando o fortalecimento, protagonismo e empoderamento da enfermagem como ferramentas importantes que precisam ser manejadas pelos profissionais. “A gestão do Coren-BA tem empenhado esforços para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS) e caminhado em defesa do profissional. Temos garantido ação efetiva e agregado em nosso planejamento ações que dizem respeito à atenção básica”, declarou a gestora ao considerar que o espaço de discussão é propício para construir propostas em cima das demandas  da atenção básica.

IMG_9344

Presidente da ABEn-BA, Tânia Bulcão.

O enfermeiro sanitarista, mestre em Saúde Pública pela Universidade do Ceará e doutor em Ciências pela Escola Paulista de Enfermagem, Francisco Rosemiro Guimarães Ximenes Neto, levantou a reflexão sobre a conjuntura do trabalho do enfermeiro na estratégia Saúde da Família no Brasil. Para tratar o tema de forma mais específica, o palestrante explanou sobre o trabalho do enfermeiro na atenção primária à saúde no Brasil, dando recortes históricos e desafios profissionais.

IMG_9274

Auxiliar de fiscalização, Alberto Lima, e a conselheira do Coren-BA, Aline Soares.

Nesse sentido, Rosemiro, colocou também no centro do debate as dimensões do trabalho em enfermagem no processo saúde, doença e cuidado; apresentou o mercado econômico, a gestão, o poder hegemônico dos trabalhadores da saúde e usuários como blocos de necessidades levados em consideração na construção do SUS  e abordou a configuração do trabalho do enfermeiro no cuidado às famílias, sujeitos e comunidades.

No final da manhã, a enfermeira sanitarista, especialista em administração hospitalar e coordenadora do Distrito Sanitário de Itapagipe, Ana Carina Dunham, ministrou sobre os conflitos no cotidiano dos profissionais de enfermagem em relação às questões legais e éticas, compreendendo os papéis do enfermeiro, do técnico na atenção primária à saúde e a prática da enfermagem dentro desse universo, bem como a educação permanente e gestão de trabalho no cenário da atenção básica.