- Conselho Regional de Enfermagem da Bahia - http://ba.corens.portalcofen.gov.br -

Operação Especial de Carnaval – Coren-BA vistoriou módulos de saúde instalados em Salvador

O Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-BA), através do Departamento de Fiscalização (Defis), Procuradoria Geral e Conselheiras(os), vistoriou os 09 módulos de saúde instalados nos circuitos Barra/Ondina localizados nas imediações do Shopping Barra, Farol da Barra, Ademar de Barros, Sabino Silva, Piedade, Politeama, Teatro Castro Alves, Ladeira da Montanha, Morro do Gato, no Carnaval de Salvador.

A fiscalização abrangeu cerca de 50 profissionais de enfermagem esclarecendo dúvidas sobre rotina e atribuições da Enfermagem, aspectos legais e normativos do Conselho Federal de Enfermagem relacionados a presença de enfermeira(o) durante todo o período de funcionamento do serviços de saúde e atividades privativas desse profissional, bem como a remoção de pacientes e assistência à pessoas com risco iminente de vida.

“Foi um momento importante, pois as(os) profissionais tiraram dúvidas sobre documentações, processo ético e resoluções, conheceram pessoalmente os membros da diretoria e receberam o guia de bolso sobre o Código de Ética das(os) Profissionais de Enfermagem”, comentou a enfermeira fiscal Tamyris Adriele Bastos.

A presidente do Coren-BA, Maria Inez Alves de Farias, a primeira tesoureira, Aline Soares, o segundo tesoureiro, Fernando Teixeira, as conselheiras Dirlaine Aguiar, Ana Lúcia Dias, Cláudia Magalhães e o Procurador Geral Saulo Novaes acompanharam as vistorias alertando as(os) trabalhadoras(es) também sobre o porte obrigatório da carteira de identidade profissional atualizada e com validade, o uso do carimbo e a importância dos registros de Enfermagem.

Vistoria – As principais irregularidades identificadas pela fiscalização apontaram a inexistência de Normas e Rotinas e Procedimento Operacional Padrão (POP) relacionados ao serviço de Enfermagem, inexistência de escala, profissionais com carteira profissional sem validade em desacordo com a resolução Cofen nº 475/2015 e profissionais sem porte da carteira, em desacordo com a resolução Cofen nº 460/2014.

O resultado da fiscalização foi descrito em relatório com orientações sobre as irregularidades constadas, que será encaminhado à Secretaria Municipal de Saúde de Salvador, com o objetivo de garantir a assistência de Enfermagem segura e livre de situações que possam incorrer em imperícia, negligencia ou imprudência nos próximos eventos.

 

Fotos: