19/10/2017

Mesmo após suspensão da liminar, enfermagem segue mobilizada

Esta semana está sendo marcada por manifestações em Paulo Afonso, Feira de Santana, Barreiras e Salvador

A enfermagem baiana esteve em luta contra a liminar que restringiu a atuação das enfermeiras(os) desde o dia 27 de setembro e, mesmo após a suspensão da decisão na tarde de ontem, a enfermagem segue mobilizada. Na terça-feira (17), profissionais e estudantes dos municípios de Paulo Afonso, Jeremoabo, Sítio do Quinto, Glória e Delmiro Gouveia (Alagoas) saíram às ruas de Paulo Afonso, vestidos de preto em luto e em protesto contra a decisão do Juiz da 20ª Vara Cível do Distrito Federal que afetou o atendimento a milhares brasileiros, atrasando ou inviabilizando exames essenciais. A manifestação teve o apoio da Câmara de Municipal de Paulo Afonso.

Hoje (19), foi a vez dos profissionais de Feira de Santana irem às ruas, em caminhada que lotou uma das pistas da Avenida Getúlio Vargas, no centro da cidade. A enfermagem feirense ocupou a avenida já após a queda da liminar, comemorando a vitória, mas sem perder o tom de alerta.  Amanhã, dia 20, acontecerá um ato público em Barreiras. A concentração está marcada para 7h na Praça das Corujas. Os profissionais da região vêm trabalhando e se mobilizando para reunir o maior número de pessoas possível nesta sexta-feira.

Em Salvador, a Comissão de Saúde, Planejamento Familiar e Previdência Social da Câmara Municipal e a enfermeira e vereadora Aladilce Souza irão promover uma audiência pública para discutir os impactos da decisão judicial, na próxima segunda-feira (23), às 9h, no Salão Nobre da Reitoria da UFBA. Após a audiência, acontecerá uma caminhada para levar a pauta à população, principal prejudicada pela ação movida pelo Conselho Federal de Medicina.  O Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-BA), a Associação Brasileira de Enfermagem Seção Bahia (Aben-BA) e o Sindicatos dos Enfermeiros do Estado da Bahia (SEEB) convocam profissionais, estudantes e a população em geral para participar da audiência e do ato pela enfermagem e pelo Sistema Único de Saúde.