13/11/2019

Enfermagem estética é tema de debate no 22° CBCENF

Mesa-redonda reuniu congressistas nesta terça-feira (11)

Profissionais de estética participaram de mesa-redonda realizada nesta terça-feira (11), durante o 22º CBCENF, que abordou a situação atual, em vista da resolução que normatiza a atuação do enfermeiro na área, que no momento está suspensa por decisões liminares judiciais.

Coordenada pelo conselheiro federal Lauro de Morais, a mesa trouxe apresentações acerca do tema e atualizou a situação das ações civis que tramitam na justiça federal, suspendendo os efeitos da Resolução Cofen 529/2016. “Em virtude da relevância da matéria, o Cofen criou um Grupo de Trabalho com profissionais enfermeiros da área de estética a fim de difundir as informações e andamentos do assunto aos demais enfermeiros”, afirmou Lauro.

Roselaine Muner, membro do GT do Cofen, também ressaltou a importância da abertura de campos de discussão, buscando um engajamento de mais interessados.

Congressistas participam ativamente do debate

Ana Carolina Puga, considerada mãe da biomedicina estética, discorreu sobre a evolução das diversas profissões da saúde que atuam na área, assim como a Enfermagem. “Os profissionais de saúde precisam estar unidos. Aqueles que são capacitados e que trabalham com ética sempre terão seu espaço garantido”, destacou a também presidente da Sociedade Brasileira de Biomedicina Estética (SBBME).

De acordo com a procuradora-geral do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), Ticyanna Monte Alegre, as ações da estética estão como prioridade do jurídico. “O tema é de grande importância para os profissionais de Enfermagem e acreditarmos na qualificação técnica que esses profissionais têm para realizar os procedimentos previstos na Resolução Cofen 529/2016, que está aguardando determinação judicial.

O Cofen tem adotado todas as medidas consideradas cabíveis para a suspensão dos efeitos das decisões liminares proferidas nas ações judiciais.

Fonte: Ascom – Cofen