15/02/2021

Diretoria do Coren-BA recebe profissionais de Barra do Mendes

Profissionais percorreram mais de 400 km para chegar à sede do Coren-BA, em Salvador.

 

Foi exatamente às 20h30 do domingo (14/02), que um grupo de profissionais de Enfermagem iniciou o percurso de mais de 400 km para chegar à sede do Coren-BA, em Salvador. A equipe, formada por 23 trabalhadores, saiu de Barra do Mendes em um ônibus cedido pela prefeitura do munícipio, chegando à capital por volta das 8h da manhã, desta segunda-feira (15/02).

“Foi desconfortável para gente ter que se descolar durante tanto tempo, é uma viagem cansativa, tivemos que trocar plantão, a nossa rotina foi totalmente bagunçada por conta da busca pelo atendimento do Conselho”, comentou a auxiliar de enfermagem, Edizia Mendonça da Silva.

Ao tomar conhecimento da chegada dos profissionais, o presidente do Coren-BA, Jimi Medeiros, juntamente com o vice-presidente Holmes Filho, a primeira tesoureira Rosane Santiago, o segundo secretário Plínio Gomes e a primeira secretária Giszele dos Anjos Paixão, foi ao encontro do grupo, aproveitando a oportunidade para falar da retomada do atendimento na subseção mais próxima do munícipio, em Irecê.

“Durante às eleições, uma das nossas propostas de campanha foi a reabertura da subseção de Irecê, justamente para evitar situações como esta, de grande deslocamento dos profissionais de Enfermagem para o acesso às atividades básicas do Conselho”, destacou o presidente.

Sobre a reabertura da subseção, o presidente informou que um grupo de estudo já foi estabelecido para planejar a retomada das atividades. A fase inicial dos trabalhos é composta pelo levantamento das despesas, licitações, estrutura e recursos humanos necessários para a retomada do atendimento.

Ainda durante o encontro, Jimi Medeiros aproveitou a presença dos profissionais para apresentá-los às estruturas da autarquia, levando-os até o gabinete da Presidência.

Para a técnica de enfermagem, Renata Teixeira, a visita à sede foi importante, porque aproximou os profissionais do Conselho.

“Antes nos sentíamos desprotegidos, não sabíamos a quem recorrer, nem por onde começar. Essa vinda aqui, nos fortaleceu, nos esclareceu, sabemos agora que temos um diretor da nossa região, fiquei muito feliz, fomos muito bem recepcionados”, revelou a técnica de enfermagem.