31/10/2013

Coren-BA realiza a I Oficina do Departamento de Fiscalização

O Conselho Regional de Enfermagem da Bahia (Coren-BA) realizou entre os dias 29 e 31 de outubro a I Oficina do Departamento de Fiscalização. A proposta do evento foi apresentar e aprovar o planejamento para 2014 e analisar o processo de supervisão e negociação inerente ao trabalho dos fiscais. A abertura ficou a cargo da presidente do conselho, Maria Luísa de Castro Almeida. A ação contou com a participação de todos os fiscais que atuam em Salvador e no interior.

SAM_1027
“O evento foi de suma importância para a conselho, pois visou à reestruturação do departamento de fiscalização e à elaboração do plano operacional de ação para 2014, com o objetivo de melhorar a eficácia e a eficiência dos processos de fiscalização”, afirmou a enfermeira fiscal e supervisora da fiscalização de Salvador, Sandra de Cássia Santos. Ocorrida no auditório da sede do Coren-BA, em Salvador, a oficina foi organizada pela coordenadora do departamento de fiscalização do Coren-BA, Ana Paula do Vale Marra.

A atividade contou com uma ampla programação, que incluiu a apresentação e discussão das linhas de ação para a elaboração da proposta de planejamento, feita pelo enfermeiro fiscal Antonio Silva Filho, e de uma apresentação dos processos que estão em andamento no conselho, feita pela assessora jurídica, Tycianna Monte Alegre.

SAM_1022

A professora e enfermeira Norma Fagundas proferiu palestra, com tema “A supervisão como uma proposta pedagógica para o Coren-BA: fundamentos e organização do processo, processos de comunicação da supervisão, importância de indicadores e parâmetros de avaliação e dos instrumentos de registro”. Uma oficina colocou em discussão situações-problemas, pactuação de novas orientações para o trabalho de fiscalização/supervisão e necessidades de educação permanente.

SAM_1041
“Esses encontros são muito importantes para a uniformização das ações de fiscalização dentro do conselho. Reunir todos os fiscais aqui possibilita a troca de experiências, e esta troca potencializa a otimização do trabalho, que é o produto final deste encontro”, ressaltou a enfermeira fiscal da subseção de Santo Antônio de Jesus, Fábia Quele. Para ela, a integração foi um ponto fundamental do encontro. “Com estas ações, conseguimos avaliar as estratégias utilizadas durante o ano, para que possamos implementar novas estratégias mais ajustadas à realidade de cada interior, de cada regional”, destacou.