20/11/2019

Coordenadora do GT de PICs do Coren-BA participa do II CongrePICS em Sergipe

A enfermeira Louisa Huber participou da mesa de abertura

 

Com o tema “Práticas Integrativas e Complementares em Saúde: evidências para um cuidado solidário e integral no SUS”, foi realizado em Lagarto/SE, o II Congresso Nacional de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (CongrePICS), de 14 a 17/11. O evento contou a presença da coordenadora do Grupo de Trabalho de PICs do Coren-BA, a enfermeira Louisa Huber, na mesa de abertura.

“Os enfermeiros estão entre os profissionais que mais se qualificam e conduzem PICs”, afirmou Louisa Huber, que ressaltou o apoio do Conselho Federal de Enfermagem (Cofen) ao evento e à expansão das PICs. O apoio do Cofen foi reconhecido pelo MOPS (Movimento Popular em Saúde), por meio de sua representante, a enfermeira sergipana Simone Leite.

“As PICs atuam de forma eficaz na promoção da Saúde, uma das diretrizes que fundamentam o SUS”, afirmou a conselheira federal Maria Luísa Almeida, que ressaltou também a contribuição das PICs para o uso racional de medicamentos, combatendo a medicalização excessiva. O evento teve, ainda, participação da conselheira federal Rosângela Schneider.

“Solidariedade, democracia e saúde: contribuições das PICS”; “Evidências científicas em PICS”; “Saberes tradicionais brasileiros, espiritualidade e saúde” foram temas de conferências no II CongrePICS,  realizado simultaneamente com o IV Encontro Nordestino de Práticas Integrativas e Complementares em Saúde (PICSNE). Carmencita Ignati, da Comissão de PICS do Coren SP, participou da Comissão Científica do Congresso.

A programação incluiu também mesas redondas, apresentação de trabalhos científicos e relatos de experiências. Os participantes puderam experimentar algumas das práticas aprovadas pelo Ministério da Saúde na Tenda de cuidados.

Base Legal – As terapias integrativas e complementares, que utilizam técnicas milenares para promoção da Saúde, tratamento e reabilitação, têm respaldo nas Portarias MS 971/2006, que instituiu a PNPIC, e nas portarias 849/2017 e 702/2018, que ampliam o escopo de práticas.

Resolução Cofen 581/2018 reconhece doze práticas integrativas entre as especialidades dos enfermeiros; e a comissão nacional de PICs — representada no evento pela enfermeira Ana Cristina Sá — avalia uma possível expansão. Ana Cristina participou no sábado (16/11) da mesa-redonda “Desafios e Propostas da Regulamentação da Formação Profissional em PICs”.

 

Fonte: Ascom/Cofen